Header Ads

Darling in the FrankXX | Impressões Semanais #6

Mesmo com a famosa introdução de 3 episódios, para mim a desse anime só acabou agora. Até agora, já levantaram vários mistérios, mistérios esses sendo sobre o plot ou simples coisinhas, mas conseguem me manter interessada.
Os personagens continuam não me interessando e, diferente da maioria, já estou enjoando da Zero Two. Ela simplesmente não me agrada mais, cansei. Justamente por isso me interessam os mistérios e possibilidades de desenvolvimento dela, eu quero sentir novamente aquele interesse por ela, ver que ela não é só aquilo apresentado. O próprio desejo dela de matar urrossauros me interessa. Eu acabei pensando, seria isso uma forma de dar certeza de estar do lado dos humanos? Ou só querer negar esse lado? Não sei, mas espero que fique bem desenvolvido.
Outra coisa que me intrigou foram os robôs. Na equipe dos protagonistas todos são diferentes, mas nas outras todos são iguais. Serem diferentes é uma boa forma do espectador diferenciar quem é quem, mas a partir do momento que é uma exceção, tem que ter algo mais.
Continuando nesses pilotos mais experientes, se a equipe dos protagonistas é tão problemática assim, por que não foi dissolvida? Falta de pilotos? Aumento no número de ataques a ponto de precisarem de pilotos menos qualificados? Se fosse a última opção, poderia ser um motivo para a Ichigo e o Hiro, ditos como sendo melhor que os outros, estarem lá, tentar de alguma forma compensar um pouco.
O clímax me agradou bastante, havendo lutas muito bacanas, apesar de não ter concordado muito com a trilha sonora escolhida. Claro, não foi apenas a batalha do clímax que eu realmente apreciei, até mesmo preferindo as outras. Também curti ver como pilotos mais experientes conseguem trabalhar em equipe de forma muito mais calma e organizada.
As partes do protagonista também me foram muito interessantes. Os mistérios sobre ele só aumentam, mas também vem junto de um início de desenvolvimento. Na realidade, não tenho muito para comentar sobre o protagonista. Para mim ele se mantém no mesmo dos outros personagens de Darling, um estereótipo.  Para mim esse tem sido um dos maiores defeitos desse anime até agora.
Mas, por mais incrível que pareça, não foi nenhum dos pontos citados o que mais se destacou no episódio para mim, foram os Urrossauros, principalmente aquele que não foi reconhecido de primeira. Eles ouviram algo como um grito, algo ainda desconhecido, pode ter sido só um barulho, ou pode ter sido alguma tentativa de comunicação, ou simplesmente dor. Esse acontecimento faz com que eu me pergunte se é possível que os Urrossauros evoluíram ao ponto de ter inteligência, ou se sempre tiveram. Além disso, a partir do momento em que ele muda de forma, eles o reconhecem: será que ele passou por uma evolução, assim adquirindo a capacidade de mudar de forma? Isso realmente me intrigou e estou ansiosa por respostas.
Para mim esse foi o melhor episódio de Darling até agora, levantando algumas perguntas interessantes e nos deixando curiosos para o próximo episódio(que, infelizmente, será episódio de praia). Espero que esse anime continue ficando mais e mais interessante.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.