Header Ads

Darling in the FrankXX | Impressões Semanais #8 #9

O episódio 8 se foca mais em ser divertido e fazer o tempo passar, apresentando um conflito garotos x garotas, dando a entender que foi causado pela chegada da puberdade. Falando em puberdade, também nos foi revelado que eles são os primeiros parasitas a chegarem todos juntos nessa fase, fato com explicação já demonstrada, mas ao mesmo tempo não exemplificada. Se a taxa de morte é tão comum nessa função, por que ainda não presenciamos nenhuma morte? Não consigo encontrar muito sentido nisso.
Nesse episódio vemos novamente a mesma construção da Zero Two x humanos, que já está ficando cansativa e comum para mim. Sempre que há chance vemos um comentário dela sobre isso e, mesmo sendo uma questão da personagem, já está ficando cansativo ver isso episódio após episódio. É bom estarem tentando dar alguma profundidade para ela, a partir do momento que ela é a personagem com mais coisas para serem trabalhadas, mas o modo como estão fazendo está me incomodando.
Mas para mim, esse episódio 8 teve duas reais funções: fazer cair a ficha para nosso esquadrão e trabalhar mais a Kokoro. 
Falando primeiro da Kokoro, vimos mais de sua personalidade hoje.  Ela aparentemente é contra brigas e gentil, nada de novo, mas ao mesmo tempo conseguindo nos despertar mais interesse na personagem do que apenas saber que ela existe. Conseguiram dar algum destaque a ela, que não veio unicamente desse episódio, tendo esse destaque se iniciado no episódio 7. Parando para notar, estamos tendo 1 episódio por personagem, o 7 para a Ichigo, 8 para a Kokoro e 9 para o  Goro.
E, passando para o segundo ponto: eles tem passado por diversas situações de tensão, mas só. Não viram ninguém morrer, não passaram pela situação de perder alguém, o famoso "sabemos, nos falam mil vezes, relaxa que estou preparado", mas nunca estamos, até que um dia acontece. Mesmo que não tenha sido bem isso, esse foi o primeiro choque de realidade deles, implantando mais medo e tensão. O clima "leve" em que eles ainda se encontram pode até mesmo ser notado pela nova opening, apesar de eu não achar que foi a intenção.
Outra coisa interessante para se comentar nesse episódio seria uma possível explicação para os comportamentos e FrankXX desse esquadrão. Eles aparentam ser de um experimento para testar as diferenças de desempenho numa equipe onde foi dada mais individualidade. Isso não me soa estranho, soa até natural, mas ao mesmo tempo arriscado. Individualidade causaria questionamento, em uma realidade onde eles claramente tem algo a esconder: isso nos foi mostrado no episódio 7.
Agora, passando para o episódio 8, foi focado no romance, novamente. O romance de Darling tem sido uma das partes que menos me interessam, não me agradando. Acho essa parte chata e cansativa, além de ser um sistema que já vimos diversas vezes.
Mas esse episódio não serviu apenas para nos lembrarmos da existência desse triângulo, mas para continuar o processo de encerramento desse ciclo que já havia sido iniciado. O Goro finalmente deu sua investida e tenho a impressão de que em pouco tempo esse triângulo acabará.
Esse episódio também serviu para nos apresentar melhor o Goro, que acabou sendo mais interessante do que eu previa. Ele é, sim, um cara bacana, mas sua personalidade não me agradou tanto. Falando em personalidades, esse episódio reforçou bem boas partes da personalidade da Ichigo, estão claramente tentando nos fazer criar empatia com ela.
Esses dois episódios foram mais para nos fazer gostar do personagens do que pela história em si, mas conseguiram serem divertidos e interessantes. Apesar de não ter curtido muito as partes de comédia do episódio 8, ele conseguiu me entreter bem. Já o 9 conseguiu me entreter por outros motivos e me prendeu. Gostei desses episódios.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.